Pedagogia‎ > ‎Pedagogia da Fé‎ > ‎

Início da Quaresma

Publicado a 23/02/2017, 08:55 por CNE JN Oriental Webmaster
Desafio: conhecer e seguir Jesus
Meus amigos, todos nós sabemos muito bem o que significa ser rebelde, ou não tivéssemos nós sido embalados ao som do “Nasce selvagem...”. De facto a rebeldia e a teimosia são desafios (tentações) com as quais todos temos que lutar. A rebeldia da humanidade em relação a Deus é a chave da história da nossa perdição. E o que é mais triste é que somos precisamente nós a sofrer com a nossa própria rebeldia! Pensemos no filho pródigo... Pelo contrário, a plena confiança em Deus, a obediência da fé, é a chave da história da salvação.
Para nos curar desta rebeldia, desta falta de fé que nos desorienta completamente e que tanto mal nos faz, Jesus veio a este mundo para nos ensinar com a sua palavra e com a sua vida que:
- Deus é Amor…
- Deus me ama com um amor único, incomparável, que cuida de mim, que deseja o melhor para mim…
- Por isso... o melhor que eu tenho a fazer é aderir com toda a liberdade e de todo o coração a Deus e à sua vontade que é o melhor para mim! Esta é a descoberta fundamental da nossa vida!
O que temos então nós a fazer?
Seguir Jesus. Ser cristão significa hoje, tal como no início, ser discípulo de Jesus. Estar com Ele. Permanecer com Ele. Ver o que faz. Ouvir o que diz. Ver e ouvir como Ele reza ao Pai. É o encontro pessoal com Jesus, nos sacramentos e na oração, que pode mudar radicalmente a minha vida porque só Jesus é a solução, o Caminho da minha vida. Por isso é fundamental ler e meditar a Palavra de Deus, especialmente o Novo Testamento.
O desafio desta Quaresma é dedicar todos os dias um tempo de meditação do evangelho do dia. E como se medita? Medita-se como se cuida de uma fogueira. E ninguém como um escuta para saber acender uma fogueira! No início é necessário atear o fogo, é necessário silêncio, concentração, paz... colocar-se na presença de Deus (é bom aproveitar para fazer a meditação da Palavra de Deus numa Igreja, ou então na própria natureza). Para fazer uma fogueira é necessário fazer fogo. Faz-se fogo na meditação invocando o Espírito Santo de Deus. Depois, sem pressa, vou mantendo o fogo aceso (não me esquecer que a meditação é oração) acrescentando uma palavra ou uma frase do evangelho conforme for sentindo a necessidade, para que o fogo não se apague, tal como se vai acrescentando os ramos e troncos à fogueira, e aconchegando os troncos com as brasas.


Ċ
CNE JN Oriental Webmaster,
01/03/2017, 15:12
Ċ
CNE JN Oriental Webmaster,
23/02/2017, 08:55
Comments